Essa pose de menina-meiga-santinha é só disfarce.
No fundo eu escondo o veneno alecrim-doce de uma mulher.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Xadrez....e seus mestres.

Estivemos neste fim de semana prestigiando um super torneio de xadrez o Abertos do Brasil de xadrez em Maringá - Pr. Tinha mais de 145 inscritos, dos quais mais de 20 enxadristas são detentores de algum título FIDE – Grande Mestre, Mestre Internacional ou Mestre Fide.
 segue as fotos da amanda e do pedro com os mestres de xadrez.....




 José Cubas, nascido no Paraguai a 9 de abril de 1981, o Mestre Internacional tem 2505 de rating FIDE,




 Everaldo Matsuura. Nascido a 1 de outubro de 1970, ele foi o primeiro maringaense (nascido em Maringá) a ganhar o título de Grande Mestre, no ano passado.



O atual campeão brasileiro dispensa apresentações. Nascido a 14 de junho de 1978 em Porto Alegre – RS, mudou-se ainda jovem para São Paulo. Aos 8 anos de idade, começou a treinar xadrez no Clube Paulistano, tradicional clube da cidade. Foi do aristocrático clube do Jardim América que Vescovi se levantou para o xadrez. Tornou-se MI aos 15 anos, conquistando o título de GM aos 20. No ano passado, conseguiu a exorbitante marca de 2660 pontos de rating. Fechou o ano vencendo os Jogos Universitários Brasileiros pela UNIP –  terminando a competição com 100% de aproveitamento – e também o Campeonato Brasileiro, levantando a taça pela 7ª vez.
Campeão Brasileiro: 7 vezes campeão – 1999, 2000, 2001, 2006, 2007, 2009 e 2010.

Carlos Martins, mais que um super enxadrista, um amigo.....







Vitório Chemin



Um dos principais destaques brasileiros no xadrez também não é um desconhecido de ninguém. Alexandr Hilário Takeda dos Santos Fier nasceu a 11 de março de 1988, em Joinville – SC. Dono de um senso tático diferenciado e um estilo agressivo, Fier começou ainda muito jovem mostrando o que seria capaz de fazer. Em 2004, a seleção brasileira participou das Olimpíadas desfalcada de seus principais atletas, e acabou formando uma equipe unindo veteranos, como os GMS Darcy  Lima e Henrique Mecking, o Mequinho, e jovens talentos, como o jovem catarinense, que na época tinha apenas 16 anos.
As Olimpíadas colocaram frente a frente o então MF Fier contra o GM Bu Xiangzhi, um gênio chinês que conseguira o título de Grande Mestre com apenas 13 anos de idade (ainda hoje, um dos mais jovens – embora já tenha perdido o posto de “O” mais jovem – enxadristas a realizar o feito). Pois Fier mostrou agressividade e perícia do início ao fim, dominou completamente o chinês e voltou para o Brasil já como MI, há poucos passos do título de GM. Desde então, manteve o alto nível de seu xadrez, vencendo o Campeonato Brasileiro de 2005 e, mesmo com a volta dos principais enxadristas do pais à seleção, mantém-se na equipe até hoje.




2 comentários:

Jeferson Cardoso disse...

Elaine, galera bonita, feliz, inteligente... Tudo de bom! E que venha muita inspiração para você em seus textos, linda! [sorrio] Um grande abraço!

Elaine Cristina O.Redígolo disse...

Realmente a galera do xadrez é tudo boa gente, inteligente com certeza, feliz as vezes e tirando os mal acabados...bonitos...rsrs
Obrigada pelo comentário.

Quanto tempo falta para o natal?

Daisypath Christmas tickers